Agora é hora de redobrar os cuidados contra a COVID

Vivemos uma situação bem diferente do primeiro semestre. Mesmo com o aumento nos casos de COVID no Estado de São Paulo, a economia está bastante aquecida, o horário do comércio foi ampliado e as pessoas estão indo às compras para as festas de fim de ano. E isso exige de todos, especialmente dos empresários, muito mais os cuidados com as medidas de proteção contra a doença.

Por isso, separamos uma lista com orientações essenciais para serem aplicadas ou reforçadas em sua empresa.

CAPACITE SUA EQUIPE

Como você deve ter notado, houve um relaxamento quanto às medidas de segurança por toda a população – e isso tem refletido no aumento no número de casos da doença. Por isso, reúna sua equipe e volte a ensinar e exigir que as medidas de proteção sejam seguidas.

Lembre-se também de reforçar os cuidados que devem ser tomados fora da empresa, afinal, o seu funcionário pode ser contaminado fora e ser um agente de transmissão para outros funcionários. Portanto, ele deve estar ciente da responsabilidade que tem em mãos.

TENHA UM PLANO

Não espere que um funcionário seja contaminado para pensar no que você vai fazer. Tenha um plano em mãos já prevendo o afastamento imediato, a adoção de testes na equipe e outros procedimentos essenciais.

EPIs E COMUNICADOS

Reforce os pontos de uso de álcool em gel, ensine sua equipe a maneira correta de utilizar a máscara e amplie os comunicados de advertência em sua empresa, tanto para os funcionários como para os clientes, exigindo o cumprimento das normas.

CUIDADOS COM A CONTAMINAÇÃO CRUZADA 

Este é um ponto muito importante e deve ser amplamente divulgado à sua equipe. Contaminação cruzada é quando acontece a transferência de agentes contaminantes de um local ou superfície para outro.

Por exemplo: imagine que um funcionário tenha COVID sem apresentar os sintomas utilize o telefone, mouse ou outra ferramenta de trabalho. Se outras pessoas vierem a utilizar, há a possibilidade de mais funcionários serem contaminados (contaminação cruzada). Ou seja, a doença será transmitida mesmo que não haja um contato direto com a pessoa infectada.

Por isso, crie procedimentos que incluam os cuidados com a higienização de cada equipamento e demais superfícies, como maçanetas, impressoras, telefones, corrimões, etc. O ideal é que você tenha tabelas (manuais) de higienização e deixe-as fixadas em pontos visíveis.

USE E ABUSE DOS DDS

Já ouviu falar do DDS? São diálogos de segurança realizados diariamente em muitas empresas. Aproveite este período crítico e realize diálogo todos os dias, de 5 a 10 minutos, para reforçar procedimentos, tirar dúvidas da equipe e corrigir as eventuais falhas que estejam havendo.

 

Se você tiver dúvidas, entre em contato conosco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *