A responsabilidade da empresa no home-office

A pandemia trouxe profundas mudanças em nossas vidas, que vão desde a incorporação de novos hábitos de higiene, como o uso de máscaras e álcool em gel, a novos hábitos de compras, com um grande número de pessoas passando a fazer das compras online uma rotina no dia a dia.

E no trabalho a situação não é diferente, com adaptações nas relações e no ambiente, e com a expansão do trabalho remoto – o home office.

Hoje mais de 8 milhões de brasileiros estão trabalhando remotamente – e um estudo realizado pela Fundação Getúlio Vargas aponta que pelo menos 30% das empresas que já aderiram a esse novo formato pretendem continuar com o trabalho remoto.

Para essas empresas o trabalho à distância está dando bons resultados e trazendo economia – já que diminui gastos com energia, transporte e alimentação, além de se evitar riscos de acidente de trajeto.

SAÚDE OCUPACIONAL NO HOME OFFICE: Mas é importante ficar bem claro que o trabalho remoto não exime a empresa dos cuidados necessários à saúde ocupacional.

O artigo 6 da CLT estabelece que “não se distingue entre o trabalho realizado no estabelecimento do empregador e o executado no domicílio do empregado” – Portanto, mesmo à distância a empresa precisa ficar atenta a alguns cuidados, e o principal deles é com relação à ergonomia.

Mesmo à distância, a empresa deve se pautar na NR17 que trata do assunto, inclusive com a realização de treinamentos (podendo ser online) para que o funcionário adapte seu espaço e sua prática para estar adequado à norma e evitar possíveis doenças ocupacionais ocasionadas pela falta de ergonomia.

A empresa também pode enviar e-mails regulares com orientações gerais – por exemplo: enviar um e-mail explicando a importância de se alongar de hora em hora (inclusive explicando como deve ser esse alongamento), e também a importância da hidratação regular durante o expediente.

É importante destacar, ainda, que caso o funcionário tenha que sair a serviço para visitar um cliente, por exemplo, a empresa deve fornecer todos os EPIs necessários, incluindo luvas, álcool gel, etc.

FIQUE LIGADO: todo e qualquer treinamento, orientação, entrega de EPI ou qualquer outra ação realizada pela empresa, deve ser registrada e arquivada para que possa, caso seja necessário, ser comprovada.

DICAS DE ERGONOMIA

Caso ainda não tenha realizado nenhuma ação junto a sua equipe remota, aqui vão algumas dicas para prevenir doenças relacionadas à LER.

  1. Não use mouses pequenos. Quanto menor for o mouse, maior o esforço das mãos e dos dedos.
  2. Procure por mouses ergonômicos. Hoje há opções de mouses verticais com grande variedade de preços que deixam o pulso em uma posição confortável e neutra.
  3. Evite utilizar o mouse do laptop porque você acabará forçando os dedos e as mãos.
  4. Hoje há no mercado teclados ergonômicos que ajudam e muito a evitar lesões nos punhos e nas mãos. Opte por eles
  5. O monitor deve estar cerca de 60cm de você.
  6. O monitor deve estar levemente abaixo do eixo visual horizontal – Se você trabalha com laptop, utilize suportes para que fique na altura certa. Se você utiliza computador, caso necessário coloque suporte embaixo do monitor para aumentar a altura. 
  7. Sente-se  o mais perto possível do encosto da cadeira (para que a lombar fique bem ajustada)
  8. Prefira cadeiras ajustáveis. Seus pés devem estar inteiros no chão ou sob suportes feitos para esta finalidade. 
  9. Não trabalhe de pernas cruzadas – isso força o corpo a sair da posição natural, principalmente a região lombar. 
  10. O encosto da cadeira deve ser ajustado para que suas costas fiquem quase que na vertical – mantendo, assim, sua coluna na postura ideal desde a lombar até a região próxima dos ombros. 
  11. Atire a primeira pedra quem nunca falou ao telefone e continuo digitando ao mesmo tempo – deixando o telefone apoiado entre o ombro e a cabeça. Acontece que fazer isso com frequência pode gerar problemas no pescoço. Se você utiliza o telefone com frequência, prefira aqueles com fones, como utilizados pelos telemarketings. Hoje existem modelos a partir de R$100,00. 

 

Em caso de dúvidas já sabe: entre em contato com a Vértice Gestão em Saúde Ocupacional – a sua clínica de medicina do trabalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *