Obesidade infantil: informações e dicas

Você sabia que uma em cada três crianças brasileiras está acima do peso e são sérias candidatas a desenvolverem, quando adultas, graves doenças como diabetes?

Só pra você ter uma ideia dos números, na faixa etária dos 5 aos 9 anos, 13% das crianças brasileiras já estão em estado de obesidade.

E este é um problema de saúde que atinge todo o mundo. Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), até 2025 teremos mais de 70 milhões de crianças obesas.

A consequência disso é que teremos adultos diagnosticados cada vez mais cedo com doenças graves, como diabetes, cardiopatias e até mesmo câncer.

CAUSAS

Não é novidade que os novos hábitos trazidos pela tecnologia, como celulares e games, mudaram a rotina das crianças e as tornaram mais sedentárias. Se antes as brincadeiras exigiam movimento, agora apenas os olhos e as mãos são ativadas para manusear as telas.

Somam-se a isso os hábitos alimentares, que também mudaram com o avanço das comidas rápidas e industrializadas. Hoje, como os pais têm menos tempo, o fast-food se tornou uma realidade frequente na vida das crianças.

RESPONSABILIDADES DOS PAIS

Sabe o ditado de que “o exemplo vem de berço”? Pois é! Isso se aplica aos cuidados com alimentação e sedentarismo.

De nada adianta cobrar que as crianças comam verduras, frutas e legumes, se os pais não dão esse exemplo – (imagine você tomando uma Coca Cola e dando um suco de laranja para o seu filho).

Pelos filhos, e é claro, pela própria saúde, é preciso que a família toda mude os hábitos alimentares, exclua ou diminua radicalmente refrigerantes, doces e o fast-food e inclua uma alimentação balanceada em suas refeições diárias (se precisar de ajuda, CLIQUE AQUI para acessar o Guia Alimentar da População Brasileira, do Ministério da Saúde).

Além disso, os pais devem estabelecer pelo menos uma hora por dia para que a criança desligue os eletrônicos e faça atividades recreativas e/ou exercícios físicos diariamente – já que além de fazer bem à saúde e evitar a obesidade, os exercícios diminuem a ansiedade das crianças e, consequentemente, ameniza as compulsões por comida.

Lembre-se, também, de levar as crianças ao pediatra regularmente – ele acompanhará o peso e dará o norte necessário, caso seja preciso a indicação de um nutricionista.

DICA DO DIA: CLIQUE AQUI e acesse um tabuleiro com jogo sobre obesidade infantil (dicas importantes) pra você jogar com seu filho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *