Protetor solar como item de segurança

protetor-solar-epi-vertice-medicina-do-trabalho-marilia

O verão começa oficialmente no dia 21 de dezembro, mas como sabemos, desde setembro as altas temperaturas já são uma realidade em nossa região. E além do calor, a incidência dos raios ultravioletas (que causam danos à saúde) também é mais intensa nesta estação.

Portanto, as empresas devem ficar atentas para adotar (caso ainda não tenham) medidas especiais de proteção para minimizar os efeitos nocivos do sol em trabalhadores que atuam ao ar livre ou estejam constantemente em trabalhos externos – e a principal medida a se tomar é quanto ao uso de protetor solar.

É importante destacar que em apenas quatro anos, cerca de 20 mil trabalhadores foram afastados do trabalho ou aposentados por causa do câncer de pele, que é hoje o mais frequente no Brasil (cerca de 30% de todos os tumores malignos).

PROTETOR SOLAR É CONSIDERADO EPI?

Há muitas dúvidas a respeito da obrigatoriedade da empresa em fornecer o filtro solar ao funcionário, afinal, o protetor não é considerado um EPI.

No entanto, a Lei 8213 estabelece que: “A empresa é responsável pela adoção e uso das medidas coletivas e individuais de proteção e segurança da saúde do trabalhador”. 

A mesma Lei adverte ainda que “são exigidas medidas especiais que protejam os trabalhadores contra a insolação excessiva, o calor, o frio, a umidade e os ventos inconvenientes”.

Portanto, mesmo não sendo considerado um EPI explicitamente listado na NR6 (norma que trata dos equipamentos de segurança), as empresas devem sim fornecer, quando for o caso, o protetor solar para o funcionário que trabalham sob o sol.

É importante lembrar que além fornecer o protetor, um profissional qualificado deve treinar a equipe sobre a forma correta de se utilizar os filtros. Veja abaixo os níveis de proteção e opte sempre para os de proteção alta/máxima: 

> Máximo: Maior que 50

> Alto: 30-50

> Médio: 15-30

> Mínimo: 2-15

Além do protetor solar, outras medidas garantem maior segurança aos trabalhadores que passam muito tempo expostos ao sol, como:

> Uso de roupas que cubram o máximo possível da pele (hoje o mercado oferece, inclusive, tecidos especiais que vêm com proteção contra os raios ultravioletas).

> Uso de chapéus e óculos com lentes que absorvam 99% dos raios UV

> Uso de películas protetoras nos vidros dos veículos.

Em caso de dúvidas, entre em contato conosco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *