GRIPE: chegou a hora da vacina

medicina-do-trabalho-marilia-gripe-vacinacao-gripe

Começou hoje, dia 10, em todo o Brasil, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza – o vírus da gripe.

Nesta primeira etapa da campanha, que vai até dia 18, a prioridade de vacinação são as gestantes e crianças menores de 6 anos. A partir do dia 22, a vacinação estará disponível para os demais públicos-alvo da campanha (veja abaixo).

A campanha neste ano está começando 15 dias antes do previsto – inclusive, no Amazonas ela já começou no mês passado por causa de um aumento repentino no número de casos da doença.

É PRECISO TOMAR A VACINA TODOS OS ANOS?

Como você sabe, há diferentes tipos de vírus da gripe – e além de ele passar por muitas mutações ao longo do tempo, o vírus também vai ficando cada vez mais resistente. Por isso é preciso tomar a vacina todos os anos, já que ela é sempre atualizada.

QUEM DEVE TOMAR A VACINA?

O ideal seria que todos tomassem a vacina da gripe. O Ministério da Saúde disponibiliza gratuitamente a vacina para o chamado público-alvo, que são pessoas mais sensíveis aos agravamentos da doença, como:  

  • Idosos (com mais de 60 anos)
  • Crianças de 6 meses até 6 anos incompletos
  • Mulheres grávidas
  • Mulheres que tiveram um filho nos últimos 45 dias
  • Trabalhadores da área da saúde
  • Professores de escolas públicas e privadas
  • Povos indígenas
  • Portadores de doenças crônicas, como diabetes, bronquite e asma, e outras condições clínicas delicadas
  • Pessoas com sistema imune comprometido, com doenças como Aids ou câncer.
  • Portadores de trissomia, como síndrome de Down;
  • População privada de liberdade
  • Funcionários do sistema prisional

Se você não faz parte deste grupo, pode tomar a vacina em laboratórios particulares. Os preços variam, e podem ir de R$100,00 a R$200,00, em média.

COM A VACINA EU NÃO PEGO MAIS GRIPE?

Como já descrevemos, existem inúmeros tipos de gripe. A vacina irá imunizar você contra os principais e que geralmente podem trazer complicações mais graves, como o H1N1.

As vacinas disponibilizadas gratuitamente pelo Ministério da Saúde são chamadas de “trivalentes”, pois protegem contra três tipos do vírus: H1N1, H3N2 e Influenza tipo B.

Já a vacina disponibilizada pela rede privada protege contra esses vírus mais o Influenza B.

A VACINA CAUSA REAÇÃO OU TEM CONTRAINDICAÇÃO?

Ela não traz reações graves. Em alguns casos a vacina pode causar dor no local da aplicação e uma leve irritação. A única contraindicação era para pessoas alérgicas a ovos – “era”, porque hoje em dia somente pequena porção (quase nula) de substâncias do ovo passam para o produto final da seringa.

.A VACINA CAUSA GRIPE?

Em hipótese alguma. A vacina é composta por vírus que estão “mortos” – que fazem com que o nosso corpo use essas partes de vírus para produzir anticorpos. O que acontece é que como a vacina leva até 15 dias para agir no organismo, e se a pessoa tiver a gripe neste período ela já estava com a doença em desenvolvimento.

POSSO TOMAR A VACINA ESTANDO GRIPADO?

Sim, pode tomar a vacina estando gripado – a não ser que esteja com febre. Se tiver dúvida, pergunte ao seu médico.

QUAL OUTRA FORMA DE PREVENÇÃO DA GRIPE?

A vacina é a melhor e mais segura forma de se proteger. Mas como existe uma variedade muito grande de vírus, é importante você tomar outras medidas, principalmente no outono e inverno – que além da gripe irá prevenir contra outras doenças.

  • Manter a casa bem arejada.
  • Lavar e higienizar as mãos com frequência.
  • Evite tocar mucosas do olho, nariz e boca.
  • Não compartilhar objetos pessoais, como talher, copo e garrafa.
  • Tenha uma boa alimentação, rica em frutas, legumes e verduras
  • Beba bastante água (lembre-se de que no inverno tendemos a ter menos sede, por isso, deixe uma garrafinha sempre próxima pra você não deixar de tomar água)

COMO SE TRANSMITE A GRIPE?

A gripe é de fácil transmissão, pois ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada, seja ao tossir, espirrar, pelas mãos ou simplesmente ao falar.

QUAIS OS TIPOS DE GRIPES?

Há basicamente três tipos de vírus da gripe. Sendo o Tipo A o que traz mais riscos (daí a importância da vacinação).

  • Tipo A: além do homem, também atinge animais, como cavalo e aves. Fazem parte desse tipo A as gripes que trazem mais riscos ao homem, como a H1N1, H3N2 e H5N1.
  • Tipo B: são mais comuns e infectam somente os seres humanos.
  • Tipo C: infectam humanos e suínos e causam infecções mais leves.

QUANDO DEVO PROCURAR POR UM MÉDICO?

Em crianças com menos de 5 anos de idade, gestantes, idosos e portadores de doenças crônicas devem ficar mais atentos, e em casos de febre, mal-estar, tosse, dores no corpo ou de garganta é recomendável que se procure pelo médico.

No caso de pessoas que não estejam neste grupo de risco, um médico deve ser procurado caso passe de sete dias da doença ou ocorra sintomas como esses:

  • Dor de cabeça de forte intensidade
  • Febre acima de 39ºC ou que persista por mais de três dias;
  • Dor torácica, especialmente durante a inspiração ou tosse;
  • Expectoração com sangue;
  • Sintomas acompanhados de manchas pelo corpo
  • Falta total de apetite ou impossibilidade de engolir.

DOIS ALERTAS: FAKE NEWS E AUTOMEDICAÇÃO

Nesta época de campanhas contra a gripe e notícias sobre os números de pessoas infectadas pela doença surgem dois perigos: as notícias falsas (fake news) e automedicação.

Por isso, tenha muito cuidado com as notícias que vêm de fontes não confiáveis, de compartilhamentos via WhatsApp e outras redes sociais. Procure por fontes oficiais, como o Ministério da Saúde.

Quanto à automedicação, confira no vídeo abaixo os riscos e não faça uso de medicamentos sem a devida prescrição médica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *