A importância dos óculos de proteção

oculos-de-protecao-seguranca-do-trabalho-vertice-medicina-do-trabalho

Você sabia que no Brasil acontecem cerca de 150 mil acidentes de trabalho por ano envolvendo os olhos? E que boa parte desses acidentes trazem consequências irreversíveis para o trabalhador?

O que mais espanta é saber que mesmo diante de números tão graves, mais de 90% dos acidentes envolvendo a região dos olhos poderiam ter sido evitados se fossem tomados os devidos cuidados.

MAIS COMUNS

Dentre as áreas de trabalho que mais geram acidentes oculares, destaques para a mecânica, marcenaria, mineração, construção civil, metalúrgica, cerâmica, indústria química, odontologia, têxtil e por aí afora. 

Em geral, qualquer função que gere faíscas, pó, partículas de metal, madeira ou plástico, sólidos perfurantes, além de excesso de luminosidade radiação, são potencialmente mais perigosas.

TIPOS DE ÓCULOS

Na hora de escolher os óculos de proteção é preciso uma avaliação criteriosa das atividades realizadas pelos profissionais, já que existem vários tipos e modelos de EPIs para este fim.

Segundo a NR6, há quatro tipos básicos de óculos de proteção:

Para proteção contra impactos de partículas volantes, luminosidade intensa, radiação Ultravioleta, e radiação infravermelha.

O mais comum deles é o Óculos de Ampla Visão – ideal para proteger os olhos contra partículas – que podem ser tanto sólidas como líquidas.

Também há casos em que a indicação é para os óculos de proteção contra radiações luminosas, que devem oferecer proteção contra os raios ultravioletas.

Outro modelo também usual são os óculos de sobreposição contra impactos, que podem ser utilizados, inclusive, sobre os óculos corretivos. Possuem geralmente lentes em policarbonato que são resistentes a impactos.

Até mesmos as cores das lentes dos óculos de proteção devem ser levadas em conta.

  • Amarelas: as lentes de cor amarela vão melhorar a visão em condições de pouca luz, como em dias nublados, com neblina ou mesmo à noite.
  • Cinza: indicadas para proteger contra luminosidade do sol e também dos trabalhos realizados com solda
  • Laranjas: essas lentes irão melhorar a visão de contraste – tanto em dias ensolarados como à noite.

 

IMPORTANTE: Os óculos de proteção são obrigatórios nos casos exigidos pelas Normas Regulamentadoras no ambiente de trabalho. Mas se você faz trabalhos manuais em casa, deixe também os óculos de proteção junto a sua caixa de ferramentas e use-os sempre que for realizar algum trabalho que envolva riscos.

CABE AO EMPREGADOR

Já que o assunto é EPI (neste caso, os óculos de proteção), é bom relembrar o que diz a NR6 sobre as obrigações do empregador.

Ele deve tanto comprar os itens adequados ao risco de cada atividade, como também exigir dos funcionários o uso.

Além disso, cabe ao empregador orientar e treinar os funcionários sobre o uso correto e a conservação adequada dos óculos de proteção, e substituir imediatamente quando estejam danificados.

ORIENTAÇÃO E PROCEDIMENTO PADRÃO!

Como vimos na NR6, é dever do empregador orientar, treinar e exigir o uso dos óculos de proteção.

Assim, deve-se incluir no calendário anual palestras e treinamentos de reciclagem sobre a importância deste EPI.

E para garantir o cumprimento desta exigência, as empresas devem registrar este treinamento e criar um procedimento-padrão que seja assinado pelo funcionário.

Assim ele terá ciência de que o não cumprimento desta exigência pode e deve resultar em medidas administrativas.

 

Clique AQUI para conferir mais dicas gerais para a saúde dos olhões em nosso artigo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *